Quem fica rico antes? CLT ou PJ?

A nossa popularíssima Calculadora CLT x PJ (já passou dos 10 mil downloads em 1 ano) colocou na ponta do lápis todos os detalhes da migração CLT para PJ, no mês a mês.

Neste post, venho trazer uma abordagem diferente: o longo prazo.

Uma vez eu li na InfoMoney uma frase que me marcou. Para o colunista Len Penzo, há coisas que os nossos vizinhos milionários não contam.

Uma delas é gastar menos do que ganha. Outra é guardar dinheiro ao longo de décadas.

Coluna do site Infomoney

Bem antes, no começo da minha carreira, fiquei do mesmo modo marcado ao ler o livro Os Segredos da Mente Milionária, por aprender preceitos que moldaram meu comportamento até hoje.

Neste post vamos explorar uma pergunta nova, que eu nunca vi ser explicada: quem fica rico antes? O CLT ou o PJ?

Para nos responder, ninguém melhor do que o bom e velho Excel. Vou disponibilizar a planilha para download, e meu raciocínio explicado abaixo.

Download da planilha de evolução patrimonial CLT x PJ

Cenário 1 – Enriquecimento como CLT

Suponhamos que um Analista Desenvolvedor Sênior qualquer ganhe R$ 10.000 por mês como CLT.

Segundo a calculadora do Contrato PJ, ele sozinho paga de impostos e encargos R$ 2.593,74. Seu patrão gasta mais R$ 2.000 por mês com direitos trabalhistas que poderiam, ser repassados ao salário, caso ele fosse PJ.

Se esse analista poupar disciplinadamente míseros 10% do seu salário bruto por mês, conforme os ensinamentos dos nossos gurus, ele juntará R$ 12 mil por ano.

A cada dez anos de trabalho, produzirá R$ 120 mil, descontando os juros e rendimentos.

O que se faz com 120.000 reais? Dá-se entrada num apartamento? Aqui no centro de São Paulo, é preciso trabalhar 30 anos como sênior CLT para comprar um studio perto do metrô.

Acúmulo de riqueza de um profissional CLT que ganha R$ 10 mil por mês e poupa 10%.

Cenário 2 – Enriquecimento como PJ

Agora, imagine-se você, leitor, no cargo do mesmo Analista Desenvolvedor Sênior, ganhando os mesmos R$ 10 mil por mês, mas como PJ.

Ainda conforme a nossa calculadora CLT x PJ, o seu imposto é substancialmente menor: R$ 975,20. Como seu patrão não gasta nada, logo ele te dará um aumento, ao ver o quanto você é bom.

Além de poupar religiosamente os 10% do bruto (R$ 1.000,00), você também guarda o imposto economizado: mais R$ 1618,54.

Essa sopa de números pode parecer assustadora da primeira vez. Mas insista! Essa habilidade te tornará rico. Continue lendo, e releia se achar necessário.

A cada ano trabalhando como PJ, o seu patrimônio engorda mais de 30 mil reais.

São R$ 300 mil a cada década além dos juros, proventos e ganho de capital (dependendo dos seus investimentos).

Acúmulo de riqueza de um profissional PJ que ganha R$ 10 mil por mês e poupa 10%.

Seguridade social

O leitor mais crítico vai logo apontar que o preço do enriquecimento é a falta de aposentadoria, de FGTS, de direito a afastamento remunerado em caso de doença, etc., etc., etc.

De fato! É importante não encher os olhos com esses números porque este dinheiro todo pode vir a ser a sua reserva de emergência, já que o Estado não vai te proteger (como se ele protegesse alguém).

Para ter a mesma segurança de um profissional CLT, eu recomendo que você pague um bom plano de saúde familiar, e tenha em caixa o equivalente a 3 meses de despesas, no mínimo.

Os mercados pejotizados só o são por causa da alta remuneração dos profissionais. Alta remuneração e escassez de mão de obra andam juntos.

A nossa área é carente de profissionais. Portanto, as recolocações não costumam demorar (para os profissionais).

Seguindo as dicas acima, você dificilmente passará algum apuro.

Se por acaso o profissional PJ fica um dia sem trabalhar por motivo de saúde, e não é remunerado, às favas! Ele tem o direito de estender os outros dias para compensar, sem que isso onere seu patrão com adicionais, DSR’s, etc.

Conclusão

A grande vantagem de ter os recursos em suas mãos é poder administrá-los e usá-los da forma que bem entender.

O grande segredo para enriquecer é tão simples quanto a disciplina.

Com o passar do tempo, dependendo de como você investe seus recursos, você receberá juros, dividendos e proventos de vários tipos.

Esses rendimentos NÃO podem ser gastos. Eles devem ser colhidos como frutos sagrados para seu enriquecimento.

Caso gaste esse dinheiro, você não desfrutará da maravilha dos juros compostos. Eu reaplico cada centavo dos meus proventos. É uma colheita sagrada.

Fontes:

www. infomoney .com .br /onde-investir /8-coisas -que -seu -vizinho -milionario -nao -conta

T. Harv Eker, Os Segredos da Mente Milionária.

O que achou?

3 votos. Média: 5,00.

Profissionais PJ: Onde investir dinheiro das reservas

Quando um profissional trabalha como PJ, em vez de CLT, é necessário uma boa gestão do dinheiro recebido.

Afinal, quando não há FGTS, décimo terceiro ou verbas trabalhistas é responsabilidade do profissional se resguardar.

Mas isso não é ruim. Pelo contrário, pode ser ótimo para quem souber usar o dinheiro das reservas. Continue lendo para ver como é simples.

Profissionais PJ: Onde Investir as reservas

Meu objetivo neste post não é dar uma aula de economês, por isso não vou entrar nos detalhes da terminologia. Por favor, não se intimide com as siglas que sou obrigado a escrever. Vamos focar em como aplicar o seu dinheiro decentemente. 😉

Ao falar em investir, a maioria dos brasileiros pensará imediatamente na caderneta de poupança. Não sei por que raios pensam tanto nela!

Veja: a poupança rende pouco, e só entrega o rendimento uma vez por mês. Isto é, se o poupador precisa resgatar seu dinheiro após 29 dias, todo o mísero rendimento fica com o banco.

No Brasil há várias opções de investimento tão seguras quanto a poupança, porém rendendo mais, rendendo todo dia útil, e resgatáveis a qualquer momento. Abaixo, explico cada uma delas.

Tanto a poupança quanto as aplicações citadas abaixo são norteadas pela Taxa SELIC (também chamada de CDI ou DI). Trata-se de uma referência para qualquer aplicação de renda fixa

Essa taxa é revista a cada 90 dias pelo Banco Central. Hoje, está em 6,5% ao ano.

Por exemplo: quando um investimento rende exatamente a Taxa SELIC, dizemos que ele rende 100% do CDI.

Tesouro Direto

É como emprestar dinheiro ao Governo Federal.

Qualquer cidadão pode investir a partir de R$ 30,00. Só é necessário abrir conta em uma corretora de valores mobiliários e aplicar o dinheiro no título Tesouro SELIC, podendo resgatar quando quiser sem risco de desvalorização.

O único cuidado a se tomar é escolher uma corretora que NÃO cobre taxas de custódia para aplicações no Tesouro.

Eu particularmente uso as seguintes:

Em qualquer lugar, as aplicações no Tesouro Direto têm uma taxa de 0,25% ao ano sobre o capital investido, que já vem descontada no rendimento.

É insignificante: se o título rende 6,5% ao ano, o rendimento será de 6,25%.

NuConta (do NuBank)

Já bem conhecido no Brasil, o cartão de crédito NuBank oferece uma conta digital gratuita já com mais de 2,5 milhões de clientes.

Qualquer valor depositado na NuConta rende 100% do CDI, isto é, a Taxa SELIC. É quase o mesmo que investir no Tesouro SELIC.

A diferença, porém, é que o Tesouro cobra uma taxa de 0,25% ao ano. Taxa insignificante, sim, mas ela não é cobrada pelo NuBank.

Geralmente os bancos dão a seus investidores uma garantia chamada FGC – Fundo Garantidor de Crédito.

Em caso de quebra do banco, esse fundo cobre o prejuízo do investidor pessoa física, em até 250 mil reais.

O NuBank, porém, não conta com essa garantia, o que torna o investimento mais arriscado do que em outros bancos.

CDB ou LCI do Banco Inter

Quem compra CDB’s, LCI’s e LCA’s está emprestando dinheiro ao banco emissor.

O CDB do Inter está rendendo exatamente igual ao NuBank (100% do CDI), sem taxas.

A única diferença é que o correntista precisa tirar o dinheiro da sua conta corrente e aplicar num título chamado “CDB Pós DI Liquidez Diária“.

Inclusive, o Banco Inter oferece outras opções de investimento ainda mais rentáveis para quem se comprometer a deixar o dinheiro por 90 dias, 180 dias, um ano ou mais.

Sendo um banco, o Inter conta com a garantia do FGC.

Para abrir a conta no Banco Inter, basta preencher um formulário no site e rapidamente a conta estará aberta. O dinheiro pode ser enviado ao banco por TED ou boleto (gratuitos).

Procedimento também pode ser feito via aplicativo (Google Play e Apple Store).

De resto, é um banco de varejo normal. Conto minha experiência como cliente nesse post.

Fundo DI da XP Investimentos

Trend Pós Fixado FIRF Simples

Este e os próximos fundos de investimento podem ser apelidados de “Tesouro Indireto”.

Aqui, o investidor tem o mesmo custo de investir no Tesouro Direto. Porém, quem o cobra é a XP.

O capital também vai parar no Tesouro, apenas com um intermediário a mais.

Basta abrir uma conta na XP (gratuita), passar um TED para a corretora, procurar o fundo na plataforma e aplicar.

O fundo cobra 0,2% por ano do total investido. E já vem descontado do rendimento.

A XP consegue essa taxa um pouco menor porque movimenta um alto volume de dinheiro. É como comprar título público no atacado.

Na prática, dá na mesma que investir no Tesouro Direto.

Fundo DI do BTG Pactual Digital

BTG Pactual Digital Tesouro Selic Simples FIRF

Outro fundo que repassa o dinheiro do investidor ao Tesouro Nacional.

A vantagem deste é ser de graça, literalmente. O investidor não paga a taxa do Tesouro, pois está tratando com o banco, que por sua vez não cobra nada.

O BTG Pactual é o maior banco de investimentos da América Latina. Pelo volume de dinheiro movimentado, consegue negociar taxas operacionais menores com o Tesouro, e não tem dificuldade de absorver os custos.

Certamente oferecem o produto sem cobrar para atrair mais clientes à sua plataforma. Todos ganham.

Disponível no aplicativo BTG Pactual Digital (Google Play e Apple Store).

Fundo DI da Órama Investimentos

Órama DI Tesouro FIRF Simples LP

Igual ao da XP e do BTG. Porém, está disponível apenas na Órama, outra corretora de investimentos digital gratuita. O procedimento é o mesmo.

O investimento nesse fundo é quase gratuito.

A Órama também aboliu a taxa cobrada do cliente (para entrar na briga com alguém…). Mas como ela não é banco, não tem como evitar, ainda, uma taxinha de 0,034% ao ano.

Onde NUNCA investir nenhum centavo

Para não ser injusto com a poupança, vou deixar um alerta sobre outro péssimo investimento.

Alguns bancos grandes, famosos e inescrupulosos criam produtos que só dão dinheiro a eles mesmos, chegando a corroer substancialmente o rendimento do cliente.

Imagine se eu te prometo um rendimento de 6,5% ao ano (igual ao Tesouro SELIC), mas cobro uma taxa de 4% ao ano do capital investido…

São propostas indecentes como essa que povoam as metas dos nossos gerentes, nos grandes bancos.

Para quem não entende de investimento e desconhece as opções disponíveis, isso vira de proposta indecente para um assalto, concorda?

Se você investir num Fundo DI/SELIC, por favor, não se conforme em pagar mais do que 0,2% de taxa de administração. No caso de um CDB, o rendimento mínimo aceitável é de 100% do CDI. Para as LCI/LCA, um rendimento de 80% do CDI é o mínimo para manter a decência.

Como LCI e LCA são isentas do Imposto de Renda, alguns bancos pagam um rendimento um pouco menor nelas.


Este artigo te ajudou?

Por favor, diga-me nos comentários se essas informações te deixaram mais tranquilo(a) com relação a onde investir seu dinheiro.

Se tiver alguma dúvida, por favor, comenta também que eu respondo a todos!

O que achou?

2 votos. Média: 5,00.