Como converter salário CLT para PJ

Neste post você vai encontrar a ferramenta que estava procurando para comparar salários CLT e PJ. Contudo, é importante que você sempre faça uma análise mais abrangente das propostas que recebe, e não tente apenas converter salário de CLT para PJ ou vice-versa, ok? 😉

Afinal, salários CLT e PJ são coisas estruturalmente diferentes. Por isso não é correto buscar uma fórmula exata para essa conversão.

Cálculo CLT x PJ no Excel

Veja todos os seus impostos com 1 clique, na CLT a na PJ!

Nossa Calculadora CLT x PJ está disponível para você gratuitamente. É um Excel simples onde você só precisa preencher uma célula, e ela calcula tudo o que conversamos acima!

Não deixe de baixar a sua! 😉

Calculadora CLT x PJ - Simples Nacional - com fator R - INSS - Imposto de Renda

Exemplo Prático: Comparando Salários CLT e PJ

Vamos analisar uma solução para a seguinte situação: Você já tem um emprego CLT, e quer saber quanto deveria ganhar como PJ para compensar.

Mãos à massa:

Vamos supor que você ganhe R$ 10.000 como CLT – salário bruto.

Parêntese: Se o salário bruto CLT for 10 mil, todo mês você recebe por volta de 7.500 líquidos, após os descontos de INSS e Imposto de Renda.

Pergunta: A partir de quanto uma vaga PJ, com a mesma função, vale a pena?

Vamos ao cálculo. ⬇️⬇️⬇️

Para assinar sua carteira com salário mensal de R$ 10 mil, o seu patrão tem os seguintes gastos, embora você só possa receber depois de pelo menos 1 ano:

  1. 13º Salário;
  2. Férias;
  3. FGTS sobre o salário;
  4. FGTS sobre 13º salário e férias.

Dependendo do porte da empresa, o seu patrão pode ter que pagar também mais 20% do seu salário para o governo (INSS Patronal), sem que isso se reverta em nenhum benefício para o trabalhador.

Mas para fins didáticos não vamos considerar o INSS patronal.

No caso em questão, a provisão para férias, décimo terceiro salário e o depósito do FGTS correspondem a cerca de R$ 2.000 a mais todo mês, que não vão imediatamente para o bolso do trabalhador.

Recapitulando:

  1. 13º Salário (provisão mensal) = Salário / 12;
  2. Férias (provisão mensal) = Salário / 3 / 12;
  3. FGTS (depósito) = Salário * 8%;
  4. FGTS sobre férias e 13º Salário (provisão mensal) = 8% sobre as provisões (1) e (2).

Não se assuste! Nossa planilha faz tudo isso, e ainda simula cenários. Você só precisa baixar (Excel) e inserir seu salário base.

Sumarizando, um salário de 12 mil reais como PJ corresponderia ao seu salário de 10 mil atual. Portanto, pelo menos +20%.

Caso você vire PJ ganhando 12.000 (10 mil + 20%), o seu salário líquido seria de aproximadamente R$ 10.800, pois deixaria de ter aquelas facadas de INSS e Imposto de Renda retido na fonte.

Importante: esses R$ 12 mil são a remuneração total. Isto é, não vai ter 13º salário nem férias ao final do ano, e nem FGTS.

Conclusão

O grande ganho aqui é a redução da carga tributária, que compensa tudo isso.

Porém, temos visto cada vez mais empresas oferecerem décimo terceiro e férias até para funcionários PJ, por uma questão de competitividade.

Eventualmente, pode haver vale refeição, combustível, supermercado, cultura, etc. E não podem ser excluídos da conta.

Lembrando que esta é apenas UMA das formas de fazer o cálculo, e pode haver outras que também estejam certas.

O que achou?

7 votos. Média: 3,86.

Posts Relacionados